• Roberto Cazzetta

Pairs trading: uma possibilidade de lucro no mercado financeiro

O pairs trading, ou negociação de pares, é mais um dos conceitos que está dentro do bê-á-bá do mercado financeiro e pode oferecer um retorno alto para quem o faz da maneira correta. Em um primeiro momento, pode parecer que aprender tantas estratégias é algo quase impossível, mas não se preocupe!


Para descomplicar a linguagem do mundo das ações e te ajudar a entender essa ideia, a EA Banking School preparou um conteúdo completo sobre o assunto. Falaremos sobre o funcionamento dessas transações, os tipos existentes e os pontos positivos ou negativos de optar por fazê-las.


Então, se quer aprender mais sobre como atuar no mercado de ações, continue a leitura. Não deixe de acessar, também, nosso Guia de como comprar ações para investidores iniciantes e entenda de uma vez por todas como se inserir nesse mercado!


Capa do post escrito "Pairs trading: como funciona no mercado financeiro"

Afinal, o que é pairs trading?


Como a tradução do termo pairs trading já diz, essa é uma estratégia de negociação em pares de ações que não depende do movimento do mercado para ocorrer. Ou seja, é feito uma compra e uma venda em que não levamos em consideração se os valores estiverem em queda, estagnados ou subindo, pois um ativo compensa o outro. Dessa maneira, você pode lucrar mesmo quando estiver contra a maré.


Esse é um mercado desafiador, pois é necessário escolher muito bem qual ação usará de dupla com a que quer negociar. Para que essa tática funcione como esperado, ambos lados precisam ter uma movimentação similar. É por isso que normalmente essas compras e vendas são feitas entre ativos do mesmo setor, por exemplo, dois bancos ou duas companhias alimentícias.


Ainda parece meio confuso como essas operações geram lucro? Veja como elas funcionam na prática para entender melhor!


Como funcionam as negociações pairs trading?


Antes de explicarmos o funcionamento geral dessa estratégia, precisamos ter bem claro a definição de dois conceitos que são fundamentais nesse tema: long e short. Saiba agora o que é cada um deles!

  • operações long: quando é realizada a compra de uma ação;

  • operações short: o oposto da primeira, refere-se a venda de ativos.

Com isso em mente, não teremos confusões nas explicações.


O primeiro passo que alguém que atua no mercado financeiro precisa realizar para uma negociação de pares, é analisar dois ativos que pensa que podem ser correlacionados. Esse estudo leva em conta os dados anteriores dessas ações, como se movimentaram em um mesmo período.


Caso entenda que elas possuem sim movimentos similares na mesma direção, ou sempre quando uma cai a outra aumenta, é possível fazer um pairs trading com essa dupla.


O segundo passo é escolher o momento certo de fazer um long ou um short, para conseguir a melhor margem de lucro possível.

Em poucas palavras, seu trabalho ao realizar um pairs trading é entender quais ações se influenciam e como elas fazem isso, para saber quando comprar ou vender esses ativos.

Vamos a um exemplo mais concreto. Para isso, utilizaremos um fato que quem atua no mercado de ações sabe: quando o Índice Bovespa tem uma crescente, o valor do dólar diminui.


Se o índice Bovespa estiver muito valorizado, o investidor pode entender que, em um momento próximo, ele começará a descer. Consequentemente, o dólar, que está desvalorizado, irá subir. Então, ao aplicar a estratégia pairs trading, ele vende os ativos Bovespa e faz um long no dólar. Assim, gastará menos na compra, conseguindo aproveitar a próxima alta — e ainda terá um ótimo lucro na venda do que já estava valorizado, evitando perder dinheiro quando começar a descida.

Esse é apenas um exemplo de uma negociação em pares, mas essa tática possui mais do que um tipo. Saiba quais são eles:


Conheça os modelos de pairs trading


Podemos dividir essa estratégia em duas formas de atuação — as operações de correlação e as de cointegração. Saber diferenciá-las é indispensável para que você saiba qual atitude tomar frente a uma possibilidade de pairs trading.

Não deixe de conferir nosso conteúdo sobre como definir seu perfil de investidor para entender quais escolhas fazer no mundo financeiro!


Correlação de ações


Esse tipo se baseia em um valor que corresponde a uma medida da relação entre dois ativos que funciona a curto prazo. Ou seja, mostra quanto e como elas influenciam uma na outra. Esse número pode variar entre 1 e -1, sendo que, quando for igual a 0, não existe correlação entre as ações.


A medida 1 é chamada de correlação perfeitamente positiva, e indica que os dois ativos se movem na mesma direção. Sendo assim, quando um sobe, o outro também sobe — é uma relação diretamente proporcional. Para seus negócios, esse dado representa que, ao identificar que seu ativo correlacionado está prestes a subir, é hora de fazer um long das ações de seu par e lucrar com a valorização de ambos.


Já quando o valor é igual a -1, chamamos de correlação perfeitamente negativa, e indica que as ações da operação se movimentam em direções diferentes: quando uma valoriza, a outra cai. Esse é o caso que explicamos no exemplo do índice Bovespa x dólar, seguindo a mesma lógica de compra ou venda.

Atenção! Para dois valores serem correlacionados, não é necessário um valor perfeito como 1 ou -1. É possível ter frações desses números. Por exemplo, se a correlação do índice Bovespa e o dólar for de -0,7, quando o primeiro cai 100%, o segundo aumenta 70%. Isso ocorre pois, com o valor negativo, movimentam-se de forma contrária e 70 é o mesmo que 0,7 de 100.

Para correlações imperfeitas positivas, seguimos o mesmo padrão, mas ambos aumentarão em uma certa proporção, ou diminuíram na mesma medida.


Cointegração de ativos


A cointegração de ações funciona a longo prazo, ao contrário do conceito anterior. Ela tem como objetivo mostrar correlações fortes e constantes dentro do mercado financeiro, ajudando a negociar pairs trading de maneira mais assertiva quando tratamos de um longo período.


Essa forma de análise mostra qual a diferença entre os ativos no decorrer do tempo, pois nesses casos a média sempre se mantém – sempre aumentam a mesma quantidade, ou caem da mesma maneira. Assim, quando observar uma tendência de variação em uma das partes dessa dupla de ações, saberá que é possível fazer um long ou short com ambas.


Um exemplo claro de cointegração são as variações de ações da Petrobrás e do barril de petróleo. Um valor influencia no outro tão fortemente que ambos sempre se movimentam na mesma direção e, ao analisar o cenário de exportação mundial, identificando conflitos entre países fornecedores, entre outros fatores, dá para prever se um destes irá subir ou não em longo prazo. Dessa forma, poderá saber o momento de entrada e saída do trading que irá gerar mais lucros.


Vantagens e desvantagens da estratégia de pairs trading


Agora que conhece o pairs trading e suas principais estratégias, é hora de ficar a par dos prós e contras desse tipo de operação. Com essas informações, poderá decidir com clareza se este é ou não um mercado que se encaixa com seu perfil de investidor.

Podemos citar como vantagens desse tipo de transação os seguintes fatores:

  • possibilidade de alto lucro, independente do movimento de mercado;

  • se um lado da operação falhar, o lucro obtido pelo outro cobre o prejuízo, não deixando que quebre;

  • oferece possibilidades de lucro a curto e a longo prazo;

  • é aplicável em diversos setores do mercado de ações.

Já como desvantagens dessa estratégia, temos:

  • possibilidade de erro, por trabalhar com projeções;

  • os cálculos envolvidos são complexos;

  • o mercado pode inverter o trajeto para os dois ativos, gerando perda de ambos investimentos.

Depois desse guia completo sobre pairs trading, já dá para entender se você deseja entrar nesse tipo de operação, não é mesmo? E, se você tem interesse no mercado financeiro, mas tem medo de mudar sua carreira depois de vários anos, confira nosso post "Mudar de profissão (e de vida!) aos 30!" para aprender como fazer desta uma experiência positiva.


Conte com o blog da EA Banking School para ter acesso aos melhores conteúdos sobre o mundo das ações. Temos postagens semanais para te ajudar a crescer nesse setor. Até a próxima!