ea-banking-school-logo.png

O que é cotização de resgate? Entenda os D+0, D+1 e D+30

Atualizado: Set 18

O mercado financeiro muito mais parece um bicho de sete cabeças para quem não está familiarizado com ele, mas com um pouco de estudo, essa ideia pode ser mudada facilmente. Principalmente para quem quer dar início a uma carreira neste ramo. Se for o seu caso, saiba que vale a pena, viu?


A EA Banking já abriu caminhos ao te contar 7 dicas que ninguém mais te daria sobre ingressar no mercado financeiro, e agora queremos que você entenda sobre finanças pessoais (investimentos e fundo emergencial), tipos de investimentos e como funciona a cotização de resgate.


Vamos juntos?


É possível resgatar um fundo de investimentos a qualquer tempo?

De antemão, já garantimos que, sim, é possível fazer a solicitação de resgate do fundo de investimentos, mas sua conversão em dinheiro possui um prazo de cotização e um prazo de liquidação, de modo que este este resgate possui duas etapas, chegando até o prazo de resgate. É o que vamos entender a seguir:


1. Prazo de cotização


A primeira fase do levantamento do fundo de investimentos é prazo de cotização. Este é subentendido como o lapso temporal entre a solicitação de resgate e a conversão das cotas de investimento em capital recuperável.

Transformar algo em cotas é o mesmo que monetizar: as cotas (ações) de investimento tornam-se dinheiro.

A cotização, normalmente, tem prazo de 2 dias corridos.


2. Prazo de liquidação


Por sua vez, o prazo de liquidação diz respeito à efetiva transferência do que foi monetizado – o dinheiro em si – para a conta do investidor.

Este prazo é estabelecido apenas em dias úteis, pois funciona em acordo com a atividade bancária.


3. Prazo de resgate


O prazo de resgate, finalmente, é a soma de tempo entre o prazo de cotização e o prazo de liquidação. Ou seja, a soma total de dias que você terá de aguardar para sacar, em dinheiro, os recursos investidos.

Esses prazos finais correspondem às siglas assustadoras (nem tanto mais, não é mesmo?) D+0, D+1, D+2, D+30, que significa "DIAS + QUANTIDADE DE DIAS"

Na prática, como funciona o resgate de investimentos?

Apenas para que o que foi explicado acima faça mais sentido, vamos te contar de maneira simples como funciona o resgate do fundo de investimentos na prática, não só os prazos.


Digamos que o investidor já possui uma cota/ação investida, os passos seguintes se dão desta maneira:

  1. o investidor ou cotista entra no home breaker (ferramenta de compra de ações) e solicita o resgate;

  2. logo, o administrador do fundo, então, recebe a solicitação enviada;

  3. as ações do fundo de investimento são convertidas em reais (processo de cotização), de acordo com o prazo definido em regulamento;

  4. o valor, em reais, é liberado ao cotista que poderá sacá-lo (processo de liquidação), mas apenas após determinado prazo previamente estipulado.

Quando se diz "prazo estipulado" é porque cada fundo de investimento possui um prazo de resgate diferente, uns mais longos – D+30 ou D+60 – e outros menos – D+1 ou D+3.


Vamos a mais um exemplo? Um fundo de investimento com prazo de resgate de D+30 que teve a conversão das cotas em D+28, por exemplo, irá disponibilizar o dinheiro ao investidor em 30 dias corridos, a partir da data da solicitação. Mas a conversão da ação em dinheiro terá de ser em 28 dias, e o valor de mercado daquele dia será o que recairá sobre as cotas.


Se você tem interesse em saber como comprar ações, acesse o passo a passo para novos investidores em nosso blog.


E o binômio liquidez X prazo de resgate?

Neste momento é possível entender que a liquidez será o reflexo direto do prazo de resgate, ou seja, quanto maior for o prazo de resgate, menor será a liquidez, afinal, o prazo de resgate determina a liquidez da aplicação financeira.

A liquidez é a característica mais importante de qualquer investimento justamente por que ela é quem dita a possibilidade e facilidade de converter um ativo em dinheiro, sem que haja perda de valores.

O prazo de resgate dita, por sua vez, a política de resgate de investimentos. Apesar de existirem ações de liquidez diária, os multimercados têm, cada vez mais, disponibilizado fundos de investimento com resgates acima de D+30.

Existem prazos de resgate diferentes para cada ativo?

Sim, existe. Cada ativo possui um tipo de dinâmica de liquidez. É interessante que, ao alocar ativos, garantir que o investimento leve em conta o prazo de resgate e o prazo que você ou seu cliente precisará do dinheiro.

Tenha em mente que quanto maior for o rendimento do investimento, menor será a liquidez. Reservas de emergência necessitam ser aplicadas em fundos conservadores, ou seja, aqueles que possuem liquidez diária. Se uma emergência ocorrer, o dinheiro é necessário rapidamente, não é mesmo?

Fundos que possuem datas de vencimentos ou prazos de carência, como Letra de Câmbio Imobiliário (LCI), Letra de Câmbio de Agronegócio (LCA) e Tesouro IPCA, são menos líquidos e bem mais difíceis de serem vendidos no mercado.

Dica: compra e venda de ações da Bovespa são liquidadas em D+3!

E o que são os fundos de investimentos?

Os fundos de investimento são modalidades de aplicações financeiras que reúnem diversos cotistas investindo seus recursos em quotas. São cestas de ativos variadas e de mercados diferentes, normalmente gerenciadas por uma terceira parte.

Fundo de investimentos abertos para resgate

Estes possuem negociação livre, ou seja, é permitida a entrada de novos cotistas e aumento da participação, bem como saídas de investidores com o resgate das cotas.


Fundo de investimentos fechados para resgate

Entretanto, novas aplicações podem ser suspensas a qualquer momento pelo administrador, bem como este também poderá declarar o fechamento do fundo para resgates.


Esse fechamento se dá por conta de situações excepcionais como em caso de estresse mercadológico financeiro. A liquidez até existe, mas as solicitações de resgate – em termos de quantidade – acabam por ser incompatíveis com ela, de modo que o fundo seria prejudicado se o resgate fosse permitido.


Essa é uma estratégia de proteção e segurança aos cotistas que iriam continuar no fundo. Por conta da pandemia, por exemplo, muitos fundos fecharam para resgate. Alguns tardiamente.


Essa ação deverá ser comunicada a todos os cotistas por meio de convocação de Assembleia Geral Extraordinária (AGR), que tem até 5 dias para decidir, por meio dos cotistas, se o fundo seguirá fechado ou reabrirá para resgates.


Alinhar seus objetivos com os diferentes fundos de investimento de ativos é essencial para que você tenha sucesso em suas aplicações, bem como sinta-se satisfeito com os lucros que dele irá advir. A EA Banking é uma escola de bancários, mas acredita que todos devem ter um planejamento financeiro pessoal. Esperamos que o conteúdo tenha sido de grande valia para sua mente e seu bolso! Até a próxima!